PayPal e Braspag fecham acordo para facilitar ainda mais os pagamentos eletrônicos
09 Jun 2022
Líder global e líder Latam de pagamentos passam a oferecer a lojistas e consumidores carteira digital que tem 429 milhões de usuários no mundo todo
Por: PayPal Brasil

O PayPal, líder mundial em pagamentos eletrônicos, e a Braspag, uma das maiores plataformas provedoras de serviços de pagamentos da América Latina, integrante da Cielo, fecharam acordo para levar mais escolhas e conveniência a lojistas e consumidores. As empresas que usam as soluções da Braspag passam a poder ofertar a carteira digital do PayPal como opção de pagamento em suas lojas online.

Isso significa que 6,9 milhões de consumidores brasileiros e 429 milhões de consumidores que usam PayPal no mundo todo poderão concluir suas compras de forma ainda mais fácil, rápida e segura nos mais de 10 mil lojistas que utilizam a solução da Braspag.

Do ponto de vista das empresas clientes da BrasPag, a novidade se traduz em ofertar mais opções de pagamento e conveniência para o consumidor, aumentando a disposição em finalizar a compra. Dados de pesquisa global da Ipsos, realizada no final de 2019, concluem que a presença do PayPal como opção de pagamento no checkout aumenta em 30% a disposição de comprar – independentemente de o cliente ser ou não usuário do PayPal.

“Ações conjuntas com plataformas, como a Braspag, fazem parte da estratégia global do PayPal e nos permitem oferecer soluções para estabelecimentos comerciais em escala, criando experiências de pagamento convenientes e seguras para o consumidor. Nesse sentido, estamos em sintonia com a missão da Braspag, de simplificar as compras”, explica Caio Costa, Head de Parcerias e PMEs do PayPal para a América Latina. “Com este acordo, os lojistas passam a ter facilidade na adoção das soluções de pagamento do PayPal, com maior agilidade no controle e na conciliação desses pagamentos, já que estão integrados à plataforma Braspag.”

Para Walter Rinaldo, Head de Produtos da Cielo e da Braspag, o acordo com o PayPal vai ao encontro de uma necessidade do mercado. “Os lojistas têm se esmerado em melhorar a jornada de compra oferecida, desde o momento em que o cliente chega para ser atendido – e espera ser recebido com um tapete vermelho virtual – até a etapa de conclusão”, diz o executivo. “Esse cliente deseja que o processo seja finalizado com chave de ouro, e isso se traduz em rapidez, segurança e multiplicidade de alternativas de pagamento. Por isso oferecer PayPal faz tanto sentido.”

Muitas das respostas do mercado para as demandas de consumidores e lojistas passam pela tecnologia. Entre os recursos disponibilizados pelo PayPal para incrementar a experiência do cliente no e-commerce na hora de pagar estão funcionalidades como o uso de mais de um meio de pagamento para a mesma compra e o não compartilhamento dos dados financeiros completos durante o fluxo da venda. A empresa também usa estratégias de ciência de dados e machine learning para determinar a segurança da operação e reduzir riscos tanto para quem vende quanto para quem compra. Ou seja, o PayPal conhece o padrão de compra de seus usuários e sabe determinar quando autorizar uma transação, mesmo que o processamento não tenha sido bem sucedido, ou pedir uma autenticação extra em situações que fogem da rotina.

Brasileiros e brasileiras comprando mais online do que nunca

De acordo com a recente pesquisa “Consumo Online no Brasil”, produzida pela Edelman sob encomenda do PayPal e que avaliou verticais importantes da economia (como delivery de comida, farmácias e supermercados), o índice de brasileiros e brasileiras que fazem compras online disparou no decorrer dos últimos 20 meses.

Antes de a crise sanitária começar, em março de 2020, cerca de 35% dos entrevistados faziam compras online diariamente ou semanalmente; já durante os 20 meses de pandemia, esse índice bateu em 57%. O estudo conclui que grande parte dessas pessoas acredita que esse cenário não deve sofrer alterações no pós-pandemia. Cerca de 55% dos participantes dizem que continuarão comprando online quando a vida voltar ao normal.

Isso significa que, mais e mais, lojistas e varejistas precisarão ter a melhor plataforma de checkout eletrônico para os consumidores. “As pessoas não querem perder tempo com o pagamento, inserindo dados absolutamente desnecessários para a compra”, avalia Costa, do PayPal. “Tempo é um ativo muito precioso, e quem conseguir entregar para o cliente uma experiência fácil, rápida, segura, transparente e orgânica vai conquistar mais mercado.”

Mantenha-se atualizado

Inscreva-se para receber as últimas notícias no seu e-mail.

Inscreva-se