ShipSmart facilita envio de produtos para mais de 200 mercados
28 Jul 2022

Empresa brasileira de tecnologia descomplica a logística para o exterior com soluções que agrupam o valor do frete, impostos e taxas alfandegárias

IMG_7756(1)

Por: PayPal Brasil

Ampliar as vendas é o maior desejo dos empreendedores, e o comércio eletrônico entre fronteiras, mais conhecido como cross border, pode ser uma estratégia eficaz para expandir os negócios e desbravar novos mercados. Mas, juntamente com a possibilidade de começar a exportar, surge uma série de dúvidas: como enviar produtos para o exterior de uma forma simplificada e acessível para o consumidor? Quais taxas e impostos devem ser considerados e como eles impactam os custos?

Foi pensando nesses desafios que surgiu a ShipSmart, que combina logística e tecnologia para oferecer mais autonomia e descomplicar os envios para fora do país, tanto para pessoas físicas quanto jurídicas. A empresa entra para o hall das logtechs, acrônimo que designa empresas que unem logística à tecnologia.

Marcus Sarkis, CEO da empresa, diz que, antes, concretizar as vendas cross border muitas vezes envolvia processos complexos, que poderiam acarretar custos para a empresa. “O modelo de venda era muito baseado em avanço de estoque* para o exterior e dependência de parceiros e distribuidores no país de destino”, conta o executivo.

Descomplicando na prática

Para tornar a expansão de fronteiras mais acessível ao pequeno e médio empreendedor, foi preciso compreender na prática quais eram os principais desafios. “A gente entendia que existia uma dor para as lojas que queriam fazer uma venda e não tinham uma solução para calcular o valor da entrega e impostos para outros países. Por mais que conseguissem cadastrar uma tabela de frete para entrega, quando o produto chegava ao destino, muitas vezes era barrado na alfândega por falta de recolhimento de impostos”, relata Sarkis.

A solução encontrada pela ShipSmart se deu por meio de um aplicativo, que pode ser integrado às principais plataformas de e-commerce. Com isso, o consumidor tem a visibilidade do custo total da compra, incluindo o valor do frete, impostos e taxas que incidem no envio para o país de destino. “Para o empreendedor que quer realizar uma venda internacional, o sistema gera todos os impostos que devem ser pagos, além da documentação que precisa ser anexada ao produto físico. Queremos tornar a venda internacional tão simples quanto a nacional”, explica Sarkis.

Abandono de carrinho

Marcus conta que a falta de transparência ou insuficiência de dados e orientações a respeito do envio internacional faz com que o abandono no carrinho seja frequente entre consumidores internacionais. “Já nos deparamos com situações em que o vendedor tinha um produto sensacional, mas, na última etapa, o consumidor descobria que a empresa não realizava vendas para fora. Ali, você já perdeu o cliente”, analisa.

A taxa de abandono é o principal motivo de insucesso de qualquer e-commerce. De acordo com o Relatório de Comércio sem Fronteiras 2022, realizado pelo PayPal, 2 em cada 5 consumidores não concluíram a compra ao se darem conta de que a loja online era de outro país.  “Quando há elementos que compliquem a conclusão da compra, o sucesso tende a ser menor ainda”, completa o executivo.

Logística reversa internacional

Compra realizada com sucesso. O produto chegou ao destino. Tudo certo? Nem sempre.  O empreendedor precisa ter em mente que ainda pode lidar com a devolução do produto. Neste caso, o item retornará ao país de origem com uma nova incidência de impostos, e é o próprio vendedor quem acaba absorvendo o custo.

Para reduzir a chance de troca, o CEO da ShipSmart oferece uma dica valiosa: criar um site que esteja adequado às práticas do país onde se pretende realizar a venda, facilitando a compreensão do consumidor sobre o produto ou serviço a ser vendido. "Se estamos falando da Europa, é preciso adaptar o sistema de numeração de calçados, roupas, pesos e medidas. Minimize essa divergência de informações e padrões, esteja adequado à língua e aposte o máximo possível em imagens, comparações em tamanho reais etc. Faça com que o site seja intuitivo e adequado ao consumidor internacional”, explica Sarkis.

Outro ponto importante é criar uma política de retorno que seja transparente, ou seja, deixar claro se será o consumidor quem deverá arcar com algum custo no caso de troca. Sobre a experiência do usuário, o Relatório de Comércio sem Fronteiras 2022 também revela que quase metade dos consumidores prefere comprar de sites que ofereçam soluções inovadoras.

Do Brasil para o mundo

Fundada em 2017, a ShipSmart viu seu crescimento aumentar exponencialmente em 2021, impulsionado pela alta no consumo online. A empresa é capaz de levar encomendas a países em cinco continentes. “Fazemos uma ponte entre as plataformas de e-commerce e as transportadoras. Não transportamos nenhuma caixa. Nós usamos a tecnologia como intermediária, e ela faz a ponte”, destaca o fundador da startup, Rafael Delgaes. Segundo ele, a estimativa é que o faturamento de 2022 chegue a R$ 3,4 milhões.

Rafael diz que entre os mais de mil clientes da logtech estão empresas, negócios informais e pessoas físicas. “Também temos clientes que não possuem site, são empreendedores de social selling. Por meio do nosso painel, eles conseguem fazer um orçamento, com previsão de impostos”.

A mesma facilidade ocorre para pessoas comuns, que desejam enviar algum item para amigos ou familiares que moram no exterior. Neste caso, a ShipSmart oferece o PayPal como método de pagamento prioritário. Já no caso dos e-commerce, a empresa atua como parceira de negócio das plataformas, e recomenda que o empreendedor também utilize os serviços PayPal. “É uma recomendação segura para nós, pois o PayPal é a carteira mais aceita do mundo”, reforça Delgaes.

Encurtar as fronteiras entre o empreendedor e o consumidor pode parecer complexo, mas com um pouco de conhecimento e parceiros de negócio, o céu é o limite para alavancar as vendas.

(*) Avanço de estoque: disponibilização do estoque em local mais próximo dos clientes com a finalidade de reduzir o prazo de entrega e diminuir o trânsito da mercadoria.

Acesse aqui a íntegra do Relatório Comércio sem Fronteiras 2022 do PayPal e descubra oportunidades de exportação para 13 mercados internacionais, incluindo Alemanha, EUA, Reino Unido, França, Itália, Canadá, Austrália, Espanha, México, China e Japão.
#SejaGlobalComPayPal #ComercioSemFronteiras

Acesse aqui o histórico de notícias do PayPal. 

 

Middle block

Empresa de acessórios de couro atende consumidores que buscam alta qualidade e design. Conheça mais uma história do PayPal Sessions

09 Ago 2022

Confira algumas dicas de especialistas para saber se faz sentido a sua empresa expandir os negócios para o mercado internacional Por: payPal Brasil Internacionalizar o negócio é um passo...

01 Ago 2022

Empresa brasileira descomplica a logística para o exterior com soluções que agrupam o valor do frete, impostos e taxas alfandegárias

28 Jul 2022

Conversamos com empresários que já internacionalizaram seus e-commerce para saber o que é mais importante levar em conta na hora de começar a exportar Por: PayPal Brasil Cada vez mais, os...

25 Jul 2022

Ampliar os mercados de atuação pode trazer uma série de benefícios e oportunidades para os pequenos e médios empreendedores que procuram intensificar as vendas Por: PayPal Brasil Você já...

21 Jul 2022

Exportação começou durante a pandemia e, hoje, representa 30% do faturamento mensal empresa

18 Jul 2022
Mantenha-se atualizado

Inscreva-se para receber as últimas notícias no seu e-mail.

Inscreva-se